Assembleia Geral – 22 de Novembro 2021

ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA

CONVOCATÓRIA

Nos termos do artigo 12º do Regulamento Orgânico, convoco a Assembleia Geral da Associação Yehudi Menuhin Portugal, para uma reunião ordinária a ter lugar no próximo dia 22 de novembro às 18:00, na sede social da Associação (R. António Maria Cardoso nº. 68, em Lisboa). A Assembleia Geral reunirá com a seguinte ordem de trabalhos:

  1. Apreciação e votação das propostas de novos sócios da Associação.
  • Apreciação do relatório da Direção relativo ao vigésimo segundo exercício (01-09-2020 a 31-08-2021) e do relatório da Direção relativo ao ano civil 2020.
  • Apreciação do relatório do Conselho Fiscal respeitante às contas relativas ao vigésimo primeiro exercício (01-09-2020 a 31-08-2021) e apreciação do relatório do Conselho Fiscal respeitante às contas do ano civil 2020.
  • Apreciação do Plano de Actividades e do Orçamento relativos exercício de 01-09-2021 a 31-08-2022.
  • Apreciação e deliberação sobre outras propostas que se considerem pertinentes, apresentadas até oito dias antes da data da Assembleia Geral, pelos órgãos sociais da Associação ou pelos sócios.

Se à hora marcada não estiver reunido o número de sócios previsto nos estatutos, a Assembleia reunirá em segunda convocatória, trinta minutos mais tarde, com o número de sócios presentes.

Lisboa, 2 de novembro de 2021

O Presidente da Mesa da Assembleia Geral

Eduardo Marçal Grilo

Nota: Os sócios poderão aceder à reunião via Teams, basta enviarem um mail para geral@aymp.pt a solicitar o acesso.

Homenagem a Pedro Saragoça Martins

Pedro Saragoça Martins (04-10-1955 a 02-07-2020) – músico e professor de Expressão e Educação Musical, desenvolveu trabalho nas áreas da formação de professores, da avaliação da formação e da investigação em educação. Foi artista do MUS-E Portugal desde o início do Projeto em 1996 até 2010, tendo continuado sempre a colaborar com a AYMP, nomeadamente como Coordenador Nacional do MUS-E Portugal de 2002 a 2018, e como membro da Direção desde 2002 até à sua partida.

Obrigado Pedro!

20º Aniversário da AYMP

MEMÓRIA DE YEHUDI MENUHIN

Ao assinalarmos o aniversário da Associação Yehudi Menuhin Portugal, importa antes do mais lembrarmos a memória de quem lançou este extraordinário projeto que procuramos pôr em prática em cada dia, fieis ao espírito de quem acreditou sinceramente na força das Artes como fator de inclusão social, de promoção do sucesso educativo, de conhecimento, de solidariedade e de justiça. Temos na memória o dia em que, com Helena Vaz da Silva e Eduardo Marçal Grilo, na Escola número 1 de Algés, tudo verdadeiramente começou, nas imediações da Pedreira dos Húngaros. Perante a alegria dos alunos e dos seus educadores e professores, o Maestro Menuhin batia o compasso, com uma extraordinária felicidade espelhada no rosto e nos seus olhos. Mas a lembrança desse momento constitui uma grande responsabilidade para todos nós, uma vez que somos legatários de uma herança espiritual, de quem, sendo um génio, desde os tempos em que foi um prodígio, por todos saudado e reconhecido, não quis deixar-nos fisicamente sem nos pedir um compromisso, o de continuar a fazer das Artes um fator de melhor aprendizagem e de mais justiça. E assim neste momento, agradecemos a todos quantos tornaram possível este projeto, e exprimimos o mais vivo empenhamento na sua continuidade e no seu fortalecimento. Só assim poderemos ser dignos do compromisso que então assumimos perante um grande Mestre, que continua a ser um exemplo vivo da cultura de paz e da força fantástica da criação artística como modo de nos tornarmos melhores e mais humanos.

Guilherme d’Oliveira Martins

(Presidente da Direção da AYMP)

Lisboa, 27 de janeiro de 2020