CURSOS LIVRES ONLINE – OFICINAS DE ESCRITA CRIATIVA

Escrita em dia

Abertas inscrições para o curso online, coordenado por Ana Leonor Tenreiro, a decorrer durante o mês de fevereiro de 2021.

Ter acesso à criatividade através da escrita é uma experiência, não só divertida, como gratificante. Com a Escrita Criativa podemos descobrir sentidos diferentes de palavras comuns, interiorizar cenas do quotidiano de novas formas, construir enredos que mudam a nossa visão do mundo.

Partindo de um conjunto de exercícios que têm como principal propósito estimular a criatividade, uma sessão de escrita irá modificar a atitude perante a palavra escrita. Estes exercícios têm o condão de distrair o participante do ato de escrever, já que está sempre envolvido numa espécie de jogo, ligando-o cada vez mais ao enorme banco de dados da sua mente. O objetivo da atividade não é o resultado final, mas sim o processo, o acesso à criatividade e ao prazer de construir algo de novo.

Objetivos: Estimular o prazer da escrita; Revelar as capacidades interpretativas; Desenvolver a criatividade, valorizando tanto a produção individual, como a coletiva; Integrar outras áreas de expressão no processo de leitura e escrita; Promover a escuta e a compreensão do Outro.

Coordenação: Ana Leonor Tenreiro

Duração: 4 sessões (quintas feiras – dias 4, 11, 18 e 25 de fevereiro), das 18h às 20h

Preço: 100€ sócios | 125€ não sócios

Todas as sessões do curso serão gravadas e disponibilizadas aos participantes inscritos, no canal Youtube da AYMP.

Mais informações emhttps://aymp.pt/cursos-livres-online/

Tel.: 91 9972436 | E-mail: menuhinp@cnc.pt

20º Aniversário da AYMP

MEMÓRIA DE YEHUDI MENUHIN

Ao assinalarmos o aniversário da Associação Yehudi Menuhin Portugal, importa antes do mais lembrarmos a memória de quem lançou este extraordinário projeto que procuramos pôr em prática em cada dia, fieis ao espírito de quem acreditou sinceramente na força das Artes como fator de inclusão social, de promoção do sucesso educativo, de conhecimento, de solidariedade e de justiça. Temos na memória o dia em que, com Helena Vaz da Silva e Eduardo Marçal Grilo, na Escola número 1 de Algés, tudo verdadeiramente começou, nas imediações da Pedreira dos Húngaros. Perante a alegria dos alunos e dos seus educadores e professores, o Maestro Menuhin batia o compasso, com uma extraordinária felicidade espelhada no rosto e nos seus olhos. Mas a lembrança desse momento constitui uma grande responsabilidade para todos nós, uma vez que somos legatários de uma herança espiritual, de quem, sendo um génio, desde os tempos em que foi um prodígio, por todos saudado e reconhecido, não quis deixar-nos fisicamente sem nos pedir um compromisso, o de continuar a fazer das Artes um fator de melhor aprendizagem e de mais justiça. E assim neste momento, agradecemos a todos quantos tornaram possível este projeto, e exprimimos o mais vivo empenhamento na sua continuidade e no seu fortalecimento. Só assim poderemos ser dignos do compromisso que então assumimos perante um grande Mestre, que continua a ser um exemplo vivo da cultura de paz e da força fantástica da criação artística como modo de nos tornarmos melhores e mais humanos.

Guilherme d’Oliveira Martins

(Presidente da Direção da AYMP)

Lisboa, 27 de janeiro de 2020

MUS-E Oeiras – Espectáculos “O Rouxinol do Imperador” e “A Ondina”

MUS-E Oeiras – Espectáculos “O Rouxinol do Imperador” e “A Ondina”

O Rouxinol do Imperador:
Alunos e professores da Escola EB1 Sofia de Carvalho (Algés)
Animadores Artísticos MUS-E:
Ana Leonor Tenreiro (guião)
Efthimios Angelakis (dança)
Mercedes Prieto (dança)
Micael Costa (cenografia)
Milton Lopes (encenação)
Ricardo Valente (música)

A Ondina:
Alunos e professores da Escola EB1 Sofia de Carvalho (Algés)
Animadores Artísticos MUS-E:
Ana Leonor Tenreiro (guião)
Mário Palma (dança)
Micael Costa (cenografia)
Paula Moura (encenação e adereços)
Pedro Saragoça (música)